Produção de Vanilina – Conheça a solução por rota biotecnológica

Vanilina é o principal componente do extrato de vanila (baunilha), um dos sabores mais bem aceitos e utilizados em todo mundo com aplicações no ramo alimentício, perfumaria, indústria farmacêutica e de cosmético. A demanda mundial de vanilina é crescente e atualmente é estimada em 20.000 toneladas por ano, sendo principalmente produzida por rota química. Além disso, os menos de 1% desse montante que são oriundos de fontes naturais não atendem a crescente demanda do mercado, que já atinge 4% do volume total produzido.

Diante disso, a demanda por bioprocessos que utilizem fontes renováveis e a exigência dos consumidores por produtos naturais têm crescido o interesse sobre rotas alternativas de produção de vanilina natural. Em 2015, Nestlé e General Mills, por exemplo, anunciaram planos de utilizar apenas ingredientes naturais em suas linhas de produção em até 5 anos. Dentre as estratégias biotecnológicas empregadas para a produção de vanilina natural, há a utilização de microrganismos para biotransformação de compostos variados, como o ácido ferúlico e (iso)eugenol, em vanilina.

Frente a esse cenário, a Biotimize tem se posicionado como a primeira empresa genuinamente brasileira a produzir vanilina por rota biotecnológica. Para tal, utilizamos uma cepa bacteriana descoberta em solo nacional capaz de converter isoeugenol em vanilina com um coeficiente teórico máximo de 92%.

Com a missão de fornecer soluções sustentáveis, inovadoras e seguras para aumentar a competitividade de processos biotecnológicos, beneficiar a sociedade e tornar o Brasil um referencial no setor, a Biotimize possui fluência em produção e purificação de biomoléculas e micro-organismos através de processos fermentativos ou cultivos celulares, em análise técnica-econômica para viabilização de projetos de biotecnologia, em elaboração de projetos para pedido de financiamentos e subsídios financeiros governamentais e em elaboração de projetos de engenharia industrial (conceitual, básica e detalhada). Com apoio da FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) através do programa de Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE), a Biotimize almeja finalizar o desenvolvimento do produto e lançá-lo no mercado nos próximos anos.

Quer saber mais sobre esse projeto ou tem ideia de algum projeto inovador na área de biotecnologia? Entre em contato conosco através do site: https://www.biotimize.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *